A terrível escolha do carrinho.

Amores, como estão  por aí  ? Aqui tudo maravilha.

Hoje volto um pouco no tempo com vocês para falar de um tema que todas nós ficamos histéricas!!!! A compra do carrinho do bebê!

É um assunto muito complexo, pois envolve gosto e tudo que envolve a preferência, ixiiiii.

Eu, assim que descobri que estava grávida, queria me jogar na loja dos carrinhos mais coll e mais chic, aqui de Lausanne (aonde moro). Mas, respirei fundo e esperei o ultra para saber o sexo ….ahahahaha.

Na minha opinião, o carrinho é um dos ítens mais importantes do enxoval do bebê, pois é nele que o pequeno ser indefeso, vai passar boas horas do seu dia.

Eu comprei um super carrinho (mega trambolho), sorte minha que temos um carro com o porta malas GIGANTE. Não é que o carrinho não era bom, longe disso, era super bom, porém grande demais. Eu poderia até correr no parque, pois o bendito carro tinha até amortecedores para quem pratica esporte (não é o meu caso, quem me conhece sabe bemmmmm disso!). Bom, mas o carro era lindo, 3 rodas com amortecedores e blá blá blá, um luxo gatas!! Pois sou bem exagerada, imaginem como ele era e quanto paguei.

Mas tinham vários inconvenientes, como por exemplo: viajar, usar o porta malas do carro da melhor amiga, ir ao mercado e passar pelo corredor do caixa, subir escadas do metrô de Paris (ufffff, não quero lembrar.).

Então pensando nisso, resolvi ajudar as futuras mamães a escolher este item essencial do enxoval.

Hoje depois de todos os “perrengues”, tenho o quinny zapp extra 2, amo muito e uso até hoje quando ele dorme no carro e estou a caminho do mercado, por exemplo. Para mim é o melhor de todos. Ele vira dos 2 lados (para você e para rua), você pode adaptar o “bebê conforto”, “Max Cosi”. Isto quer dizer que, você não precisa tirar o bebê do carro e colocar lo em outro carrinho, a cadeira que ele está no carro se acopla na armação do quinny zapp extra 2.

 

Quinny_Orange_large_v2.jpg

Outra vantagem, é que ele é super compacto e cabe em qualquer lugar!!!

Espero que tenham gostado da dica, pois isso não é public post, é apenas uma dica de uma mãe que viaja muito e que se vira nos 30 na europa!

Bisous.

Pilar.